スペイン語の本はスペイン書房 * スペイン語書籍・ポルトガル語書籍 - スペイン・ポルトガル・中南米洋書直輸入 スペイン・ポルトガル・中南米書籍直輸入販売
スペイン語の本はスペイン書房 * スペイン語書籍・ポルトガル語書籍 - スペイン・ポルトガル・中南米洋書直輸入
  トップ » カタログ » ポルトガル・ブラジル » ポルトガル研究 » 157796 アカウント情報  |  カートを見る  |  レジに進む   
※ 通信販売規定はこちらをご覧ください⇒ ご利用規定  |  プライバシー  |  ご注文方法  |  推薦図書 特集ページ 目録PDF版  |  会社情報  |  目録外の注文   
商品検索 buscar
 書名 Title   
 著者名 Author
 ISBN(除ハイフン)
 SBCコード   
 
 書名・著者名・SBCコードを入力して商品を探せます
 詳細検索/Avanzada
分野・テーマ
シリーズ・叢書
ショッピングカート
Carrito
全商品表示
カートは空です...
コミックコーナー
グラフィックノベル
コミック・マンガ

Las meninas
作家インデックス
好評です!
スペイン語辞典
全商品表示
Diccionario de perifrasis verbales
Diccionario de perifrasis verbales
8,360円(税込)
今月の新着商品
※ 辞書・語学の新着
◆ 文学の新着
◇ スペインの新着
▲ ラテンアメリカの新着
△ ポルトガル・ブラジル新着
★ その他の新着

ブログ
Esquina do Debate. - Reflexoes sobre Angola e Africa
Ferreira, Manuel Ennes
★ 著者名をクリックすると同じ著者の他の作品が選び出せます
3,828円(税込)

SBC: No. 157796
双書名: 
体裁 : 16 x 23 cm   194 pags.   paper cover  Lisboa
出版社: Colibri, Edicoes
重量 : 0.41 kg
発行年: 2014年    海外発注による取り寄せとなります/ Out of stock
本体価格(税抜) : 3,480円
本の状態 :  

★ 在庫がございません。提携先の海外書籍取次会社を通じて出版社等からお取り寄せ致します。
☆ 海外発注の場合 2020年5月 8日 金曜日 に入荷の予定ですが、商品によってはさらに時間がかかることもございます。
★ なお、原価の値上がり、為替相場の変動により価格が変わることがありますので、あらかじめご了承下さい。

‘Há muito que este espaço (Esquina do Debate) se tornou uma visita obrigatória e de culto na imprensa económica angolana. Sem tabus, nem fronteiras. É o que fica agora demonstrado neste livro... que não se restringe à vida angolana e à dos PALOP… são mais de 130 crónicas decentemente escritas com uma estupenda lucidez analítica’ (do prefácio de Pedro Narciso)

‘As Crónicas de MEF, publicadas no Semanário Económico, e referentes ao período de 2009 a 2014 conseguem aliar o rigor científico ao bom humor, tornando as suas Crónicas mais fáceis de ler. Crónicas curtas, mas densas no seu conteúdo. Espero que este conjunto de crónicas venha a contribuir para o enriquecimento do conhecimento sobre a economia angolana e as suas questões mais relevantes’ (do prefácio de Vicente Pinto de Andrade).


INDICE:

Sem tabus nem fronteiras
Crónicas curtas mas densas

Em duas palavras: grande senhor!
Estratégias, Aprendizagem e Pragmatismo
Petróleo ou electrónica, diamantes ou vestuário?
Custos económicos e psicológicos do trânsito
A BVDA: a bolsa ou a vida?
A dança do investimento estrangeiro
As estradas no caminho do investimento estrangeiro
A semiótica da competitividade...
O problema do salto em frente no SADC
A importância das vias e dos mercados rurais
Mobilidade e acessibilidade no campo
Rosas, abacates e nabos
Clusters industriais, uma via
A espinhosa missão dos clusters
Como o roto é um fala-barato
Água, simplesmente água!
Reformados e zombies?
O soft power sul-africano
O custo dos Objectivos do Milénio
Organizações internacionais: para que te quero?
Desafiando os ‘mercados naturais’
Aprender com os erros dos outros
Diplomacia económica e interesses estratégicos
Tudo começa no pão
E a cidade exige ao campo…
A falta de rigor noticioso
Ajuda Pública ao Desenvolvimento, kima kyahi?
O ambiente internacional da ajuda
Realismo ou pragmatismo na ajuda?
Ajuda internacional e Angola
Rendimento interno ou nacional?
Bric-à-Brac em Angola
O último a rir, o FMI
As voltas que a Bolsa dá…
Keynes e as matérias-primas
Próxima moda: as PPP
Má sorte ser emigrante
A emigração e os países africanos
A precisão no discurso económico
Educação e inovação tecnológica
Bin Laden e os cenários para a economia africana
Deixar de ser pobre implica persistência
Mais um Relatório, uffa!
O Acordo Trilateral SADC-ECA-COMESA
A economia da defesa e da paz (I)
A resposta de Angola às privatizações em Portugal: nim!
A economia da defesa e da paz (II)
A economia da defesa e da paz (III)
Aprofundamento e assimetria na integração regional
100 números de Semanário Económico
A energia do deserto
Depois da bonança, a borrasca?
O potencial da cooperação intermunicipal
A dimensão económica das geminações
Ser rico é glorioso
Até nos vemos gregos
Que passos irá dar Passos?
Quão eficaz será a Conferência de Busan?
Angola e os custos económicos da insegurança marítima
A má utilização de terras aráveis
Upside down: que 3.º Mundo?
Davos a esperança?
Poder local e desenvolvimento
Coordenar, Coordenar, Coordenar
O valor económico da biopirataria
Ciência e tecnologia e a fuga de cérebros
Falhas de governo e ineficiência económica
Sinais dos tempos
O copo meio cheio ou meio vazio
O G8 ou a orquestra do Titanic
Organizações africanas de matérias-primas
E agora a Associação Africana de Produtores de Diamantes
Rápido crescimento, desigualdade inevitável?
Informação assimétrica: eu, culpado?
As Olimpíadas: orgulho nacional e afirmação externa
Gato escondido com rabo de fora
Uma Bolsa na guerra civil
Interesses económicos no financiamento eleitoral
Há um espectro na Europa?
Responsabilidade social: do altruísmo à imagem
Que esperar do Fundo Soberano de Angola?
1 Angolano = 1,6 chineses = 3,3 outros
Um novo quadro na esperança adiada
As Marcas como indicador do mercado angolano
Economia do desenvolvimento e industrialização
Na agenda: o Renascimento Africano
O futuro promete, mas os comportamentos…
Uma nova agenda económica internacional
A importância económica das universidades regionais
A Taxa Tobin e a ajuda ao desenvolvimento
A OMC: para que te quero?
A Economia da felicidade é uma utopia?
Os cifrões e a insegurança no comércio de armas
Kuznets posto à prova
A inflação é um imposto escondido
Águas agitadas nos portos africanos
O valor económico das Feiras
De olhos em bico no continente
A mea culpa que nunca chegou
A China e a industrialização de África
Uma saída para o Mercosul: África?
Grandes Lagos não têm de ‘meter água’
A economia do turismo: fácil é dizer
O Lobito à espera da sua oportunidade
A globalização e o samba do real
O Prémio IgNobel de Economia
Desvirtuando as terras aráveis
Do Consenso de Washington ao Consenso de Beijing
Ter telefones e não ter estradas
Pobres mas honrados, espera-se
A Economia ao sabor do Jazz
Um sopro de vida na OMC
África e a bola de cristal de 2014
2014 – ano da agricultura familiar
Do Quénia à Irlanda
Riscos globais para 2014
Só cá faltavam as hortelãs
A China, o NEPAD e a industrialização
A propósito de uma Conferência sobre Angola
Valeu a pena, mas atenção
Kerry em Luanda: apenas política mas não economia?
Manter África na agenda económica
A importância das estatísticas
A indústria transformadora versus o café
Angola vai até à Região dos Grandes Lagos
O fantasma chinês… e o ocidental
Da economia e da abertura política
Um marco histórico?
APE: do coma à ressurreição
Ébola e impacto económico em África
Sector privado e reassentamento de deslocados
Bem-vindos ao clube
Um novo mestrado, uma aposta acertada


O AUTOR:
Manuel Ennes Ferreira é doutorado em Economia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa onde lecciona nas áreas de economia africana e políticas de desenvolvimento e cooperação internacional. É investigador do SOCIUS-ISEG/ULisboa e do Grupo África do IPRI da Universidade Nova de Lisboa. Leciona em mestrados nas principais universidades de Angola. É membro do conselho editorial da Revista Angolana de Sociologia e escreve quinzenalmente a crónica Esquina do Debate no Semanário Económico em Angola.


IMAGE_BUTTON_ADD_WISHLIST




Copyright © 2005 Spain Shobo Co., Ltd.
Powered by Koshoten.net2 (osCommerce)
内容・画像の無断転載を禁じます。
  (有)スペイン書房
〒981-0501 宮城県東松島市赤井字南栄町 5-4
E-Mail: info@spainshobo.com  FAX.(0225) 84-1283